14 de junho de 2010

Para pagar pecados, homem carrega cruz por 2.500km

Li esta matéria no site Deus Fiél, e achei interessante para repassar aos meus leitores. A matéria é do ano passado, mas o assunto abordado é muito recorrente. Pois existes muitas denominações ensinando isso aos seus seguidores: romaria, sacrifícios banais, auto-mutilação, e etc...

James Strickland deve chegar a sua cidade natal, Aberdeen, na terça ou quarta-feira. Notem que a cruz que ele carrega tem rodinhas.


Cansado de entrar e sair das cadeias de Aberdeen, em Washington, James Strickland resolveu violar a liberdade condicional imposta pela Justiça e partiu para a Califórnia.


Lá chegando achou que receberia abrigo do pai ou do irmão, mas os dois não aceitavam a companhia dele. Então, rumou para o Texas, para ficar com a mãe. Mas ela também não queria saber dele por perto.


Aos 39 anos, Strickland disse que se viu imerso no mundo das drogas, brigava constantemente com a mãe dos seus dois filhos, e chegou a morar num abrigo para mendigos.


Mas isso tudo aconteceu, diz ele, até ele ouvir um chamado de Deus para que começasse uma longa caminhada que o redimisse dos pecados. Strickland começou a tal caminhada em Longview, no Texas, em maio. E ela está prestes a acabar na sua cidade natal, Aberdeer, amanhã ou quarta-feira.


Ele leva consigo os seus pertences e uma cruz de 4 metros. Só que essa cruz tem rodinhas. “Senhor, se você não pode me usar, eu não quero mais viver,” disse ele com os ombros doloridos dentro de uma camisa com logotipo do álbum “Hotel California,” dos Eagles.

Strickland já andou cerca de 2.500km, e já cruzou o Texas, Oklahoma, Colorado, Utah e Idaho.
Ele carrega uma bíblia surrada e recita versos durante a caminhada. Fome ainda não passou, e tem recebido o apoio de muitos estranhos, que muitas vezes o acompanham nas passadas largas, outras dão abriga na sua própria casa.
“Eu conheci gente amiga,” diz ele a um jornalista na beira da estrada, para ser interrompido por caminhão que passa buzinando. “Hei, esse cara me deu um Gatorade hoje mais cedo.”
Depois que chegar em casa, Strickland espera reatar com a sua ex-esposa, a quem ele chama agora de “a minha melhor amiga.” Já até faz planos de ensinar o filho Peyton, de 4 anos, a pescar, e de brinca com os ponies da filha Savannah, de 3.
Se a fé dele está o absolvendo ou não só o tempo dirá. Embora a polícia de Aberdeer diz o esperar para cobrar oficialmente todos os pequenos crimes que cometeu, com a caminhada Strickland já está saindo no lucro. Ele já recebeu uma proposta de emprego, para trabalhar como operador de máquinas no Alaska.
Você acha que as rodinhas da cruz de 4 metros demonstram que a fé de James Strickland não é tão grande assim?
Fonte: Deus Fiel
Comentário
Eu poderia comentar sobre esta atitude, porém, vou deixar que a palavra de Deus fale por mim diante deste sacrifício de tolo e sem base bíblica. (Alexandre Pitante)
"Porém Samuel disse: Tem porventura o SENHOR tanto prazer em holocaustos e sacrifícios, como em que se obedeça à palavra do SENHOR? Eis que o obedecer é melhor do que o sacrificar; e o atender melhor é do que a gordura de carneiros". (1Sm. 15.22)
"Guarda o teu pé, quando entrares na casa de Deus; porque chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios de tolos, pois não sabem que fazem mal". (Ec. 5.1)
"Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional". (Rm. 12.1)
Alexandre Pitante

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts with Thumbnails