25 de agosto de 2010

Características do verdadeiro pastor




por Alexandre Pitante Filho

Infelizmente presenciamos casos de obreiros cheios de invejas, ciúmes, fofocas, etc. Não estou aqui generalizando e afirmando que somente as igrejas de costumes rígidos tenham pessoas sem caráter. Esse tipo de gente tem em todo lugar! O fato é real.

Falta, em algumas igrejas, o ensino sobre o caráter do cristão. Ensinar a verdadeira DOUTRINA da Bíblia; que é andar como Cristo andou. Ensinar a amar ao próximo com sinceridade e não somente de palavras, pregando uma coisa e vivendo outra.

Temos que viver o Evangelho de Cristo, um cristianismo genuíno, um viver "santo" segundo a Palavra de Deus, e não segundo os homens. Não ser crente somente no emocional, no "pula-pula", no "fogo de brasa-viva", supersticioso, acusador, etc. Mas um crente fundamentado na Bíblia,  pentecostal, mas que tenha, sobretudo, obediência as Sagradas Escrituras, e não nas doutrinas de homens que dizem que só elas salvam. Quando na realidade quem salva é JESUS através do verdadeiro evangelho.

Como muitas ovelhas ainda estão sem verdadeiros pastores! Homens que só falam em doutrinas do seu próprio interesse, pastores que não conseguem pastorear a sua própria casa. E com isso não são dignos de pastorear nenhuma igreja.

Isto posto, quero apresentar dez características de um verdadeiro pastor.

“Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, que vos apascentem com conhecimento e inteligência” (Jeremias 3.15).
1 . Auto-entrega. "O bom pastor dá a sua vida pelas ovelhas" (João 10.11). O apóstolo Paulo nos dá um exemplo de como se age com pessoas, mesmo cheio de problemas e até fazendo oposição ao ministério, como foi o caso dos coríntios. A eles Paulo escreveu: "Eu de boa vontade me gastarei e ainda me deixarei gastar em prol das vossas almas. Se mais vos amo, serei menos amado?" (2Co 12.15).

2 . Tem preocupação com a restauração de cada membro individualmente. "Que vos parece? Se um homem tiver cem ovelhas, e uma delas se extraviar, não ira pelos montes, deixando as noventa e nove, indo procurar a que se extraviou? E, se porventura a encontra, em verdade vos digo que maior prazer sentirá por causa desta, do que pelas noventa e nove, que não se extraviaram. Assim, pois, não é da vontade de vosso Pai celeste que pereça um só destes pequeninos" (Mateus 18.12-14).

3. O pastor segundo o coração de Deus sempre há de se considerar um servo, dando toda a honra a Cristo Jesus.

4. Não age como dominador sobre o rebanho, antes serve como um exemplo: "Nem como dominador dos que te foram confiados, antes te torna modelo do rebanho” (I Pedro 5.3).

5. Busca ao Senhor para saber a sua vontade: "Porque os pastores se tornaram estúpidos e não buscam ao Senhor; por isso não prosperam, e todos os seus rebanhos se acham dispersos” (Jeremias 10.21).

6. Não apascenta a si mesmo: "Assim diz o Senhor Deus: Ai dos pastores que apascentam a si mesmos! Não apascentarão os pastores as ovelhas? Comeis a gordura, vestis-vos de lã e degolais o cevado; mas não apascentais as ovelhas" (Ezequiel 34.2-3).

7. Apascenta as ovelhas: "As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes;” (Ezequiel 34.4). Visita e não deixa os fracos na sua fraqueza, e os feridos recupera. Vai atrás dos que estão se afastando. Mesmo muito ocupado, sempre acha tempo para atender aos que necessitam de cuidado. Pastoreiam os que o amam e nunca os abandona como o versículo supracitado.

8. Não exerce domínio sobre o rebanho: "Mas dominais sobre elas com rigor e dureza" (Ezequiel 34:4b). Sabe que não é dono, mas pastor das ovelhas de Cristo. "Não como dominadores sobre o rebanho..." (I Pedro 5.3).

9. Não quer ter a primazia: "Escrevi alguma coisa à Igreja; mas Diótrefes, que gosta de exercer a primazia entre eles, não nos dá acolhida" (III João 9). Pratica a liderança servidora (II Coríntios 4.5). Não é obstinado pelo poder (III João 9).

10. Acolhe na igreja a pessoas que não o apoiam (III João 9b). "As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem as buscasse." (Ezequiel 34.6)

***
Alexandre Pitante Filho é Teólogo, professor do seminário STEMAT e colaborador do Avivamento pela Palavra 

2 comentários:

  1. Parabéns! É assim que aprendi e tento viver em meu ministério. Escrevi algo parecido no final de um texto meu "Ministério de Coate - parte 2". Onde falo algo sobre o verdadeiro pastor. Que Deus te abençoe e continue te inspirando a escrever texto como este. Paz!

    ResponderExcluir
  2. Alexandre, é bem verdade tudo o que vc escreveu.
    E que verdade... "Como muitas ovelhas ainda estão sem verdadeiros pastores!", mas é certo que Deus vai agir e que Ele não tarda e nem falha.
    PazZ!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails