26 de outubro de 2010

O novo nascimento


por Alexandre Pitante Filho

Existem dois elementos essências que fazem parte do processo do novo nascimento, ou seja, da salvação. Primeiro é a GRAÇA DE DEUS e a FÉ EM JESUS. Conforme está escrito no original em grego no livro de Ef.2.8. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vos; é dom de Deus.

É importante salientar que o elemento fé, aqui, não consiste simplesmente numa crença em Jesus. É preciso crer inteiramente que Cristo morreu e ressuscitou, e reconhecê-lo como único Salvador e Senhor com poder de realizar uma completa mudança em nossas vidas. Esta é a Fé salvadora que, é operada pelo Espírito Santo no coração de alguém, possibilita o verdadeiro arrependimento dos pecados. Foi por meio dessa fé que nos convertemos a Cristo e passamos a receber as bênçãos de Deus.

Esse arrependimento inicial possibilitou em nós o abandono dos maus caminhos, exigindo uma mudança em nossa forma de pensar, ser e agir. O nosso caráter, então passou a ser transformado continuamente segundo a imagem de Cristo. Sob essa perspectiva, a nossa salvação pode ser comparada como um processo, um caminho a ser percorrido, onde o novo nascimento é o marca inicial dessa trajetória.

Nascer de novo é a condição primaria para alguém fazer parte do Reino de Deus (Jo 3.5). Isto implica em um compromisso com o Senhor e sua Palavra, resultando num crescimento eficaz na graça e no conhecimento de Cristo (2Pd 3.18).

Antagônico do que muitos imaginam, tanto espiritual como fisicamente, só crescemos aos poucos. Esse crescimento acontece à medida que nos abrimos à ação divina, permitindo que Deus haja em todo o nosso ser, espírito, alma e corpo (1Ts. 5.23). Damos a esse ato de abrir para Deus o nome de santificação progressiva, aonde vamos sendo “transformadas de gloria em gloria”. 2 Co 3.18, pelo Espírito do Senhor.

Impressionante é forma como o Espírito Santo age em nosso ser. Entre outras ações, Ele nos leva a descobrir a perfeita vontade de Deus para nossa vida (Rm 12,2) e nos dá um relacionamento de amor com o Pai celeste. As áreas da nossa vida vão sendo trabalhadas pelo Consolador, principalmente aquelas que dizem respeito aos nossos sentimentos e emoções, que devem ser canalizados ao Trono da Graça.

Apesar de já termos obtido a salvação pelos méritos de Cristo, continuamos imperfeitos e com uma forte tendência de resistirmos a mudanças, ainda que sejam mudanças positivas. Isso ocorre porque, embora já não tenhamos mais prazer em pecar, o pecado ainda insiste em tentar reconquistar seu antigo domínio em nosso coração, (Rm 6.11). Por isso, devemos batalhar continuamente contra o mal, nos purificando de toda a imundícia da carne.

Possuímos a capacidade de livre escolha, temos o direito de decidir entre ceder aos desejos pecaminosos ou aos santos preceitos divinos. Quando cedemos aos impulsos do nosso coração, pecamos e passamos a necessitar do perdão divino. Pela presença do Espírito Santo em nós, somos entristecidos e com as nossas atitudes e esquecemos a vontade de Deus nas nossas vidas.

Apostolo Paulo ensina outro tipo de tristeza, “a do mundo, que opera a morte”. Essa tristeza nada mais é do que remorso, um sentimento negativo que é desenvolvido em virtude de algum fracasso na vida. Foi o que aconteceu com Esaú, depois de ter trocado a benção da primogenitura por um prato de guisado. Embora tenha procurado alcançar a benção perdida, não reconheceu o seu erro não achou lugar para arrependimento (Hb. 12.17).

Uma das maiores benção da vida é poder provar o genuíno arrependimento em Cristo. Através da bondade de Deus. (Rm 2.4), qualquer pessoa pode experimentar, pois o eterno desejo do Senhor Deus é que vivamos em santificação. Entretanto, precisamos querer que o plano divino se realize plenamente em nós. Que busquemos realmente o perdão de Deus para as nossas culpas e vivamos em conformidade com a sua perfeita vontade.

***
Alexandre Pitante Filho é editor do Blog Vidas Transformadas e colaborador deste também

Um comentário:

  1. 2ª Blogagem Coletiva: Sinais Do Fim Dos Tempos – Prenúncios Da Volta De Cristo! - ed. 2010

    Quase um ano se passou desde a “1ª Blogagem coletiva: Sinais do fim dos tempos – Prenúncios da volta de Cristo!”, que se realizou no dia 30 de Novembro de 2009, e hoje estou aqui para te convidar para participar da" 2ª Blogagem Coletiva: Sinais Do Fim Dos Tempos – Prenúncios Da Volta De Cristo! - ed. 2010"

    Se você quiser participar, deverá publicar em seu blog um post relacionado ao tema proposto “Sinais do fim dos tempos - Prenúncios da volta de Cristo!” – no próximo dia 07 de Dezembro.

    As regras para participar e mais detalhes estão no meu blog: Eu sou o mensageiro!

    "http://aureliomcgomes.blogspot.com/2010/10/2blogagemcoletivasinaisdofimdostempos.html"
    "ou clique aqui -> Post - 2ª Blogagem Coletiva: Sinais Do Fim Dos Tempos – Prenúncios Da Volta De Cristo! - ed. 2010"

    Obrigado pela atenção, peço e espero que você participe.

    Amo ler seus comentários e tenho prazer em responde-los

    "...:: Vote No Blog - seu voto é importante ::..."
    "http://aureliomcgomes.blogspot.com/"
    "Blog Eu Sou o Mensageiro!"

    Fique na paz do Senhor
    Será um prazer ler seus comentários,
    Faça um Blogueiro mais feliz, COMENTE!

    Atenciosamente,
    "Aurelio MC Gomes - Blog Eu Sou o Mensageiro!"

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails