20 de janeiro de 2011

Diferenças entre o orgulhoso e o humilde

por Paulo César Lima


O contrário de humildade é orgulho, porque o orgulhoso nega tudo o que a humildade defende.

O orgulhoso é soberbo, julga-se superior e esconde-se por trás da falsa humildade ou da tola vaidade.

Alguns exemplos talvez tornem mais clara a nossa reflexão:

O humilde, ao cometer um erro, diz: “Desculpe-me, eu me enganei”, e a sua intenção é a de sempre querer aprender, crescer. Já o orgulhoso comete um erro e diz: “Não foi minha culpa”, porque se acha acima de qualquer suspeita.

O humilde conhece seus limites e por isso não se lança a fazer coisas mirabolantes. O orgulhoso acha que pode tudo.

O orgulhoso tem sempre uma postura beligerante em relação às questões difíceis. O humilde mede suas palavras.

O orgulhoso faz da vida um palco de apresentações das suas façanhas. O humilde vive com o bom bocado que a vida lhe dá.

O orgulhoso às vezes tem atos de humildade, mas quando lhe é conveniente. O humilde por vezes sai dos seus limites, mas tem a coragem de reconhecer e reparar seus erros.

O humilde não tem nenhuma dificuldade para conviver com os que lhe são superiores. O orgulhoso faz encenações, mas não respeita ninguém.

O orgulhoso além de resistir àqueles que lhe são superiores, trata de pôr-lhes defeitos. O humilde reconhece seu lugar de submissão e se posiciona como tal.

O humilde sempre excede suas obrigações. O orgulhoso não colabora e ainda reclama do outro porque faz o que ele devia fazer também.

O humilde está sempre pronto a mudanças, ele fica procurando uma maneira melhor para fazer o que já sabe. O orgulhoso não aceita qualquer mudança que não seja sua criação.

O humilde deseja sempre compartilhar suas experiências; o orgulhoso teme concorrência.

O orgulhoso não aceita críticas, o humilde tem prazer em ouvir opiniões contrárias e retém o que for melhor.

O humilde cresce sempre, o orgulhoso é estagnado, pois vive iludido na sua falsa posição de superioridade.

O orgulhoso é cético, por achar que não pode haver nada no universo que ele desconheça, o humilde reverencia ao Criador, todos os dias, porque sabe que há muitas verdades que ainda desconhece.

O humilde defende as idéias que julga nobres, sem se importar de quem elas venham. O orgulhoso defende apenas suas idéias, não porque acredite nelas, mas porque são suas.

Enfim, como se pode perceber, o orgulho é uma questão de consciência, não é comportamental; a humildade é também uma questão de consciência, portanto subjetiva.

Uma coisa é você se fazer humilde; outra coisa é você ser humilde.

Não esqueçamos que o mais humilde dos homens pode se tornar a mais orgulhosa das criaturas. Basta sairmos da posição para que fomos chamados.

***
Autor: Rev. Paulo Cesar Lima da Silva
Fonte:  Blog do Pr. Paulo Cesar Lima

5 comentários:

  1. Graça&Paz!!
    Lia este post e lembrava-me do nosso supremo exemplo - Jesus Cristo. Ele era simples e humilde e assim conseguia colocar as almas cansadas e abatidas a sentirem paz.

    Um grande abraço. Fique na paz do PRÍNCIPE.

    ResponderExcluir
  2. Olá irmão!
    Ótimo seu blog. Já estou seguindo.

    Na paz
    Geziel

    ResponderExcluir
  3. Só mesmo um Rei diferente poderia se humilhar, tomar a forma de servo e ser obediente até a morte.

    “[...] tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até a morte e morte de cruz”. Fp. 2.7,8

    Só mesmo um Rei diferente defenderia uma mulher pega em adultério de ser apedrejada por outros pecadores.

    “[...] aquele que dentre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela” João 8.7
    “E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te e não peques mais”. João 8.11

    Só mesmo um Rei diferente poderia falar de maneira tão penetrante aos corações humanos.

    “[...] nunca homem algum falou assim como este homem”. João 7.46

    Só mesmo um Rei diferente chamaria para si todos os fracos, cansados, oprimidos e sobrecarregados.

    “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei”. Mateus 11.28

    Só mesmo um Rei diferente poderia afirmar com toda autoridade que o seu Reino não é deste mundo.

    “[...] o meu Reino não é deste mundo [...]”. João 18.36

    Só mesmo um Rei diferente seria aclamado montando um jumentinho.

    “Bendito o Rei que vem em nome do Senhor! Paz no céu e Glória nas alturas!”. Lucas 19.38

    Só mesmo um Rei diferente lavaria os pés de seus discípulos.

    “Depois, pôs água numa bacia e começou a lavar os pés aos discípulos [...]”. João 13.5

    Só mesmo um Rei diferente se importaria em anunciar boas novas aos pobres e em buscar e salvar os perdidos.

    “[...] e aos pobres é anunciado o evangelho”. Mateus. 11.5
    “Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”. Lucas. 19.10

    Só mesmo um Rei diferente amaria tanto quem nada merece.

    “Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores”. Rm 5.8

    Só mesmo um Rei diferente ressuscitaria.

    “Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, ressuscitou dos mortos, segundo o meu evangelho” II Timóteo 2.8

    Jesus de Nazaré: Um Rei Diferente!!!

    ResponderExcluir
  4. RADIO GOSPEL MUSIC LIFE

    http://crescerevencercomjesus.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. RADIO GOSPEL MUSIC LIFE http://crescerevencercomjesus.blogspot.com

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails